QUALIDADE X CUSTOS NA GRÁFICA: O QUE DEVO PRIORIZAR?

Quando falamos em administração de empresas, uma questão que sempre surge na mente de um empresário é: “o que devo priorizar, qualidade ou custo?”. Quando o assunto se trata de impressão digital ou de gráficas expressas, essa preocupação aumenta ainda mais, devido à principal fonte de concorrência desse setor, as gráficas offset. Levantaremos aqui alguns pontos que farão você refletir e, provavelmente, o levarão a decidir em qual desses dois fatores você deve investir com prioridade.

A impressão offset geralmente é utilizada em gráficas de grande porte, pois esse tipo de impressão é recomendada para grandes demandas de serviço. A impressão digital, tem crescido cada dia mais em qualidade de imagem, apesar de que isso só é garantido com a utilização de impressoras digitais de alta qualidade.

Como dissemos, as gráficas offset oferecem um serviço de impressão de excelente qualidade. Sendo assim, a gráfica expressa deve estar atenta a esse fator, para oferecer serviços que possam se tornar potenciais competitivos.

A gráfica digital é uma opção de impressão com um custo menor para o cliente, já que ela permite a impressão em baixas tiragens. Dessa forma, o custo final do serviço torna-se menor em relação à impressão offset. Portanto, empresas ou clientes que precisam sempre de pequenas demandas podem encontrar nas gráficas expressas opções de serviços com um custo justo e que caibam nos seus orçamentos.

Algumas gráficas optam por materiais de baixa qualidade, como, por exemplo, tinta, papéis, impressoras, mão de obra, para tentar buscar uma redução das despesas e um aumento da lucratividade. Entretanto, essa escolha gera diversas consequências futuras, como, por exemplo, a perda de clientes. Afinal, o mercado não aceita a oferta e entrega de produtos e serviços de baixa qualidade.

Outro fator que deve ser considerado ao se ponderar sobre redução de custos e aumento de qualidade é que, em geral, quando uma empresa reduz a qualidade de sua matéria prima e equipamentos para obter mais lucro, esse lucro costuma ser relativamente pequeno.

Quando uma gráfica expressa opta pela redução drástica de custos, existem dois grandes riscos: o primeiro é perder clientes potenciais, que não abrem mão de impressos com qualidade; o segundo é a limitação do crescimento da empresa e limitação do seu portfólio gráfico, já que a qualidade é o melhor caminho para quem quer crescer no mercado de impressão digital. Portanto, ao investir em qualidade a gráfica abre-se para novos mercados que, de outra forma, ela não poderia ter explorado.

Ao relacionar qualidade e custos, vemos que a alternativa mais rentável é trabalhar com impressoras digitais de alta qualidade, com custo-benefício apropriado ao cenário atual, onde a personalização dos impressos e quantidades menores é cada vez maior.

O dono de uma pequena ou média gráfica deve ter em mente que é necessário e possível equilibrar qualidade e custos. Ou seja, existe a necessidade e a possibilidade de se ter produtos de qualidade sem desiquilibrar os custos do negócio.

Gostou das nossas sugestões? Deixe um comentário.

Santa Print

Criciúma, Santa Catarina

————————————————————–

Veja também: